Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Preces de Umbanda
Qui 18 Maio 2017, 21:08 por Mauricio D'Ogum

» ALVORADA DOS PRETOS VELHOS
Dom 16 Abr 2017, 12:16 por Mauricio D'Ogum

» Preconceito e Intolerância no facebook
Qui 02 Fev 2017, 20:21 por Mauricio D'Ogum

» Umbanda e o Dia de Finados
Qua 02 Nov 2016, 21:08 por Mauricio D'Ogum

» Umbanda e a Bíblia - Minha Visão
Sab 10 Set 2016, 23:23 por Mauricio D'Ogum

» EXÚ (Preservador do direito de livre arbítrio)
Ter 02 Ago 2016, 18:44 por Mauricio D'Ogum

» FOFOCAS NO TERREIRO
Sab 16 Jul 2016, 12:50 por Mauricio D'Ogum

» VIDEOS NO YOUTUBE
Sab 02 Jul 2016, 22:08 por Mauricio D'Ogum

» Pretos Velhos (“As vezes me chamam de negro”...)
Sab 02 Jul 2016, 21:59 por Mauricio D'Ogum

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar

Cosme e Damião na Umbanda

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cosme e Damião na Umbanda

Mensagem por Mauricio D'Ogum em Dom 02 Out 2011, 21:18




Santos Cosme e Damião, os santos gêmeos, morreram em cerca de 300 d.C. Crê-se que foram médicos, e sua santidade é devida por exercer a medicina sem cobrar por isto. Sua festa é celebrada atualmente no dia 27 de setembro pela Igreja Católica, no dia 27 de setembro pelas religiões afro-brasileiras e no dia 1º de novembro pela Igreja Ortodoxa.



Relação com as religiões afro-brasileiras

O dia de São Cosme e Damião é celebrado também pelo Candomblé, Batuque, Xangô do Nordeste, Xambá e pelos centros de Umbanda onde são associados aos ibejis, gêmeos amigos das crianças que teriam a capacidade de agilizar qualquer pedido que lhes fosse feito em troca de doces e guloseimas. O nome Cosme significa "o enfeitado" e Damião, "o popular".

Estas religiões os celebram no dia 27 de setembro, enfeitando seus templos com bandeirolas e alegres desenhos, tendo-se o costume, principalmente no Rio de Janeiro, de dar às crianças que lotam as ruas em busca dos agrados doces e brinquedos. Na Bahia, as pessoas comemoram oferendo caruru, vatapá, doces e pipoca para a vizinhança.


Data de Celebração

A Igreja Católica Apostólica Romana, desde tempos imemoriáveis até o Calendário Romano de 1962, que vigorou até 1969, celebrava a festa de santos Cosme e Damião no dia 27 de setembro. Porém, em 1969, com a reforma litúrgica, o Calendário Romano passou a comemorá-los no dia 26, pois, considerada a importância de São Vicente de Paulo, também celebrado dia 27, preferiram não pôr as duas Memórias na mesma data. São Vicente ficou com o dia 27, já que era a data sabida de sua morte; já Santos Cosme e Damião, como não se sabe a data de morte deles, tiveram sua Memória movida para o dia 26 de setembro. Ainda assim, católicos tradicionalistas, devotos mais antigos e as religiões afro-brasileiras que também os cultuam, como o Candomblé e a Umbanda, continuam a comemorá-los no dia 27. Apesar da mudança na Igreja Católica, ao menos no Brasil, por conta da tradição, populares continuam fazendo comemorações no dia 27 de setembro.

Cosme e Damião também são celebrados pela Igreja Ortodoxa, mas há três pares de santos Cosme e Damião celebrados por essa Igreja. O mais comumente associado a santos Cosme e Damião médicos na Síria é celebrado em 1º de novembro, como Santos Cosme e Damião da Ásia Menor. Mas há uma celebração em 17 de outubro, de Santos Cosme e Damião da Cilícia, e outra em 1º de julho, de Santos Cosme e Damião de Roma. Os três pares são da classe dos santos anárgiros, isto é, "desapegados do dinheiro", o que faz com que se pense que os três se referem ao mesmo par.




Cosme e Damião na Umbanda

Quando falamos na linha das crianças, estamos falando de uma das linhas mais próximas do Divino Incriado.

Muitas entidades que atuam sob as vestes de um espírito infantil, são muito amigas e têm mais poder do que imaginamos. Mas como não são levadas muito a sério, o seu poder de ação fica oculto, são conselheiros e curadores, por isso foram associadas à Cosme e Damião, curadores que trabalhavam com a magia dos elementos.

Não gostam de desmanchar demandas, nem de fazer desobsessões. Preferem as consultas, e em seu decorrer vão trabalhando com seu elemento de ação sobre o consulente, modificando e equilibrando sua vibração, regenerando os pontos de entrada de energia do corpo humano.

Esses seres, mesmo sendo puros, não são tolos, pois identificam muito rapidamente nossos erros e falhas humanas. E não se calam quando em consulta, pois nos alertam sobre eles.

Eles manipulam as energias elementais e são portadores naturais de poderes só encontrados nos próprios Orixás que os regem.



. Quem já não ouviu o famoso ponto de Umbanda de Cosme e Damião:

"Cosme e Damião, ô... Damião, cadê Doun? Doun foi passear no terreiro de Ogum!"

Quem é Doun na Umbanda? Doun representa a criança na Umbanda além de representar junto com Cosme e Damião, a trindade. E, por esse motivo, Doum foi inserido no contexto dos trabalhos espirituais da Umbanda.

A festa das crianças no terreiro de Umbanda é muito alegre. Há distribuição de doces, bolos e refrigerantes. As crianças incorporam nos médiuns , trazendo mensagens de paz, otimismo e pureza. No entanto, a falange das crianças ainda sofre muitas deturpações. Algumas pessoas associam esses espíritos abnegados com as crianças desencarnadas. As crianças que morrem prematuramente não estão ainda preparadas para dar orientações ou mensagens aos filhos de fé. Não são as crianças desencarnadas prematuramente que baixam nos terreiros.

Sua representação como crianças é simbólica. Eles se adaptam à forma astral de crianças, para nos ensinar o valor da alegria, do início da vida e da pureza. Esses espíritos não precisam comer doces ou tomar guaraná. Depende do médium, agir com equilíbrio e bom senso quando incorporar espíritos da falange das crianças. Se eles são espíritos esclarecidos têm que se comportar como tal. Não precisam se lambuzar de doces ou mesmo lambuzar as pessoas. Podem através do médium, comer doces ou guloseimas, mas sempre com o objetivo de orientação e esclarecimento. Sempre agem com bom senso e equilíbrio. Geralmente, as balas e guloseimas distribuídas na festa de São Cosme e Damião na Umbanda, estão repletas de boas energias.


A festa de Cosme, Damião e Doun na Umbanda é muito bonita. O terreiro se enche de vibrações de alegria. É uma profunda renovação espiritual e esperança num mundo melhor.

No dia 27 de setembro, faça uma pausa para a reflexão. Seu comportamento tem sido como o das crianças espirituais da Umbanda? Você tem sido alegre, bem humorado e espontâneo? Por que não? Aprenda com a linda falange de Yori e o exemplo dos gêmeos, Cosme e Damião. Cultive dentro do seu coração, o Amor, a Bondade e a Pureza de sentimentos.
avatar
Mauricio D'Ogum
Admin

Mensagens : 139
Data de inscrição : 10/11/2009
Idade : 43

Ver perfil do usuário http://umbandeiros.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum